Negócios e Política

Entenda sobre métricas de vaidade e porquê você deve evitá-las

Nos negócios há vários indicadores utilizados para avaliar a saúde do empreendimento. Os empreendedores do segmento digital precisam de tráfego qualificado para o seu site e outros indicadores para avaliar o sucesso das estratégias e consequentemente do negócio.

Os números obtidos podem ser considerados e analisados, assim os empreendedores podem entender o que está ou não dando certo, para pensar em novas estratégias e métodos que permitam conquistar números mais positivos.

As métricas são uma parte importante do planejamento de marketing, já que mostram os resultados gerados pelas estratégias.

No entanto, alguns números obtidos não devem ser considerados com o mesmo peso. As métricas de vaidade podem enganar o empreendedor mascarando a realidade da empresa.

Isto posto, para entender melhor o que acontece no seu negócio e ter uma noção real é essencial conhecer as métricas de vaidade.

O que são as métricas de vaidade?

As chamadas métricas de vaidade são dados que impressionam os empreendedores a primeiro momento, mas que não representam o sucesso das estratégias, além de não ajudarem a avaliar a saúde dos negócios.

Elas têm importância, desde que sejam analisadas com base em métricas mais precisas, de modo contextual.

Os empreendedores que analisam apenas as métricas, podem se iludir com dados e números que nem sempre representam a realidade do seu negócio.

Esses parâmetros são tão atrativos que geram confusão nos empreendedores. Com o avanço tecnológico e um mundo muito guiado pelas redes sociais, o volume de informações tem aumentado. Algumas dessas informações são:

  • Comentários;
  • Curtidas;
  • Compartilhamentos;
  • Visualizações.

Estes dados são úteis, mas não bastam para o processo de decisões nos negócios de locação de impressoras, por exemplo. 

Os negócios no âmbito digital exigem que os empreendedores estejam antenados em números que realmente mostram a eficiência das ações e estratégias.

Ter muitos comentários, likes e engajamento é interessante, mas não é o suficiente para o sucesso do empreendimento.

Atenção aos números que você acompanha

O acompanhamento de curtidas, comentários, seguidores e outros dados é uma ação importante, mas é necessário ter atenção, pois, estas informações não devem ser consideradas métricas principais do negócio.

No momento de definir as informações que devem ser monitoradas, é interessante considerar as ideias que podem surgir a partir destes dados. 

Deste modo, o processo de análise será mais preciso e as informações avaliadas podem facilitar a tomada de decisões.

Este procedimento vale tanto para uma fábrica de cordoalha de aço como para uma grande marca do segmento varejista. Independente da área, a escolha das métricas tem um papel fundamental para o sucesso.

Por que as métricas de vaidade devem ser evitadas?

O fato das métricas de vaidade não terem um grande peso nos negócios não significa que elas devem ser descartadas.

Em tempos onde as redes sociais são parte do dia a dia das pessoas e empresas, neste meio é fundamental ter indicadores que ajudam a ver o alcance das publicações e analisar melhor quais conteúdos fazem mais sucesso com o público.

Apesar disso, as métricas de vaidade não ajudam a medir o nível de saúde dos negócios. 

Desta maneira, é importante direcionar parte dos esforços para a coleta de informações relacionadas a este tipo de métrica pode ser uma perda de tempo, considerando que elas não ajudam a criar estratégias efetivas para a financiadora de carros ou empresas de outros segmentos.

Métricas de vaidade: quais são?

Após conhecer o conceito e saber porque elas devem ser evitadas, é necessário saber quais são as métricas de vaidade e como elas se encaixam no dia a dia nas estratégias de marketing digital.

As principais métricas de vaidade são:

Cliques

A taxa de cliques é utilizada para saber a quantidade de pessoas que realmente estão acessando o seu site, blog, anúncios ou outro meio. 

Desse modo, pode-se dizer que ela é importante para as estratégias do seu negócio de climatizadores evaporativos, por exemplo.

No entanto, se não há objetivos bem definidos por trás desta métrica ela se torna irrelevante. 

É necessário ressaltar que o número de cliques das páginas não adianta muito se os números de conversões estiverem baixos.

Likes

Algumas empresas medem o sucesso das campanhas nas redes sociais pela quantidade de likes que os posts têm. Esse dado é interessante, mas não gera informações de grande relevância.

Os investimentos em produção de conteúdo, são uma maneira de marcar presença na internet. Contudo, é necessário considerar que as pessoas curtem as postagens e conteúdos por uma série de fatores:

  • Título;
  • Imagens;
  • Elementos visuais;
  • Texto ou vídeo.

Entretanto, nenhum destes fatores são o suficiente para dar um direcionamento que ajuda na tomada de decisões que sejam importantes para o planejamento e para o negócio como um todo.

Sendo assim, o número de curtidas não deve ser considerado como métrica principal, já que curtidas não são sinônimo de venda.

Compartilhamentos

Na internet, quanto mais as pessoas compartilham os conteúdos, maiores são as chances de ter alcance nas redes sociais.

Esse é um ponto importante, que vale para negócios de cursos profissionalizantes e de outros segmentos. 

Um número alto de compartilhamentos não significa o sucesso do plano, pelo menos em um primeiro momento.

Por mais que os números sejam importantes para o aumento do tráfego do site, não são o suficiente para gerar resultados promissores ao negócio. 

É importante continuar chamando atenção do público para que os leads (potenciais clientes) continuem avançando nas etapas do funil de vendas e principalmente mantenha o contato e bom relacionamento com a marca.

Isto posto, o compartilhamento é um bom início, mas não deve ser utilizado para medir o desempenho das estratégias, ações ou guiar o gerenciamento das redes sociais da empresa.

Seguidores

Do mesmo modo que o número de curtidas e compartilhamentos impressionam os empreendedores e profissionais de gestão, o de seguidores pode surpreender, mas não dizem muito para os gestores de marketing e administração.

Ganhar seguidores nas redes sociais é algo que tanto as pessoas como as empresas gostam muito, apesar de não dizer muito para o empreendimento. 

Diversas pessoas que seguem o perfil ou página da companhia não interagem, e há aqueles que até se esquecem que seguem a página.

Sendo assim, tão importante quanto o número de seguidores é o nível de engajamento de quem segue a empresa.

Estas são as principais métricas de vaidade que as empresas de seja ela de  gestão condominial ou de outro nicho devem se atentar.

Quais são as métricas que importam para avaliar o sucesso dos negócios?

As métricas consideradas mais importantes estão relacionadas com funil de vendas, ou seja, as etapas que o lead percorre até se tornar um cliente.

Estas métricas consistem em:

Taxa de conversão das campanhas

Toda campanha tem um objetivo, seja aumentar a base de contatos, vender produtos, entre outros.

A taxa de conversão das campanhas representa o quanto o objetivo estipulado foi atingido ou não. Com esta métrica é possível analisar se as palavras-chave e a campanha como um todo conseguem ajudar nos objetivos.

Deste modo, a taxa de conversão é uma métrica importante e que ajuda uma assistência técnica informática a acompanhar o quanto as campanhas pagas nas plataformas Ads contribuem para gerar as conversões.

Conversão ao longo do funil

Em cada etapa do funil são exigidos diferentes tipos de materiais para cada cliente. Uma pessoa que acabou de conhecer a sua empresa não está preparada para a compra.

Para motivá-la a comprar, os profissionais devem investir no envio de materiais que ajudem a tomar uma decisão e assim avançar em todas as etapas do funil e realizar a compra.

Lifetime Value

Conhecido como LTV, esta é uma métrica muito importante porque mostra para a empresa o valor que o cliente tem.

O Lifetime Value indica o ciclo de vida do cliente nos negócios, ou seja, corresponde o quanto de lucro ele gera, a partir do tempo de relacionamento e compras.

Basicamente, esta métrica ajuda a entender melhor o quanto o cliente gasta na empresa e por quanto tempo dura o relacionamento de ambas as partes (cliente e empresa).

Ao utilizar a métrica para análises, fica mais fácil fidelizar clientes e incentivá-los a realizar novas compras, pois é mais simples vender para quem já é cliente do que conquistar novos.

CAC (Custo de Aquisição dos Clientes)

Da mesma forma que é importante saber o quanto é investido na empresa, é essencial saber quanto custa captar novos clientes.

Para esta métrica são considerados os investimentos em marketing e vendas, comissões, salários, infraestrutura, entre outros.

Ao utilizar esta métrica, uma fábrica de piso de concreto polido pode identificar os problemas a serem corrigidos, visando manter um equilíbrio entre gastos e ganhos.

Portanto, saber escolher as métricas adequadas são maneiras de avaliar o desempenho da sua empresa, criar novas estratégias que ajudam a conquistar clientes, vender mais e ganhar espaço no mercado.
Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Business Connection, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

treze − um =