Beleza e Saúde

Perda de sensibilidade na pele de idosos: pesquisa mostra possível causa e consequências

É importante manter uma rotina de cuidados com a pele para evitar ferimentos e lesões

A nossa pele muda com a idade. Ela se torna mais fina, perde colágeno e não parece mais tão saudável como antes. As nossas veias e ossos podem ser vistos mais facilmente. Arranhões, cortes ou machucados podem demorar mais tempo para sarar. Anos de exposição excessiva ao sol podem levar a rugas, manchas de idade e até ao câncer.

Há muitas razões naturais para essas condições, mas recentemente foi descoberto que a proteína alfa-sinucleína, cujo acúmulo causa doenças degenerativas, como Parkinson e Alzheimer, também pode estar por trás da perda da sensibilidade da pele de idosos. Por isso, um grupo de profissionais da L’Óreal Brasil, em parceria com o Instituto D’Or e a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), resolveram investigar mais a fundo o que isso significa.

A hipótese era de que a alfa-sinucleína poderia matar terminações nervosas da pele, causando a perda de sensibilidade. Para a investigação, eles utilizaram um modelo de pele humana reconstruída em laboratório e comprovaram que a abundância da proteína inibe a multiplicação celular e afina a pele.

Cuidados com a pele na terceira idade

Indo além da perda de sensibilidade (tato), da flacidez e das rugas, o avanço da idade também faz com que a pele fique mais fina, suscetível a machucados. Para os idosos, isso é aterrorizante, visto que um pequeno machucado pode se transformar em uma infecção. Portanto, todo cuidado é pouco para se proteger.

O mais importante na rotina de cuidados do idoso é manter a pele hidratada. Sem a devida nutrição, a derme acaba ficando ressecada e mais suscetível a feridas, por exemplo. Indica-se pelo menos dois banhos (mornos, e não quentes) por dia, com o uso de sabonetes hidratantes, melhor ainda se indicados para peles sensíveis. Depois, aconselha-se o uso de cremes para o corpo e o rosto. Hoje, várias marcas oferecem produtos específicos para a terceira idade.

Para as mulheres idosas que fazem depilação no buço, nas pernas e em outras partes do corpo, o melhor é utilizar a depilação a laser, que causa menos atrito na pele e é menos agressiva, em comparação com a depilação com cera, por exemplo. Quanto mais cuidado e carinho com a pele, melhor.

Fique sempre de olho na sua pele. Ao notar manchas escurecidas, caroços ou outras anomalias, o mais indicado é consultar o seu médico.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

três × dois =