Negócios e Política

Gestão do conhecimento: você sabe o que é?

Gestão do conhecimento: você sabe o que é?

A gestão do conhecimento é algo muito importante dentro das empresas e isso acontece porque os profissionais vivem em um cenário de extrema complexidade e precisam conhecer os fenômenos atuais.

Constantemente, ocorrem transformações nos campos econômicos, sociais e políticos que mudam o ambiente dos negócios. As ferramentas de consulta que as pessoas podem usar hoje em dia não permitem a exploração da assimetria de informações.

Nesse cenário, para tomar decisões que ajudam a manter a competitividade da corporação, o gestor precisa utilizar conhecimento, mas não é tudo que pode ser usado.

Isso porque as pessoas estão expostas a uma grande quantidade de informações e nem tudo pode ser usado no dia a dia. Essa situação é impactante para as empresas, mas, principalmente, para os negócios de pequeno porte.

A gestão do conhecimento traz mais eficiência nesse sentido, mas para que possa ser realmente aplicada, é fundamental que seu conceito seja compreendido por todos os profissionais que dependem desse processo.

Pensando nisso, o artigo vai mostrar a definição do que é gestão de conhecimento, quais são as vantagens de adaptar esse método e os tipos de gestão de conhecimento existentes.

Entendendo a gestão do conhecimento

Conhecimento é um conceito diferente de dados e informações, visto que dados são fatos, estatísticas ou conceitos que são analisados para produzir as informações. Um exemplo disso são os dados pessoais de alguém, como:

  • Nome;
  • Telefone;
  • Idade;
  • Endereço.

No que diz respeito às informações, são dados agregados que produzem um propósito e significam algo para a empresa. Um exemplo disso é a coleção de estatísticas para vender determinado produto ao longo do ano.

Com base nessas informações, a companhia vai organizar o planejamento de uma produção e prever a cobertura de estoque. Quando o cliente procurar por revisão automotiva preço, vai encontrar os serviços baseados em informações.

O conhecimento é algo proveniente da informação e se baseia no entendimento da importância de um problema que pode ser usado para conclusões significativas.

A gestão do conhecimento é algo que pode ser definido de maneira mais ampla, como o processo de criar, gerenciar, usar e compartilhar o conhecimento da empresa.

Em outras palavras, é uma abordagem multidisciplinar que ajuda a alcançar os objetivos da companhia, usando para isso melhores práticas do uso de conhecimento.

A definição de conhecimento é algo relativamente recente, mais precisamente do ano de 1993, pela empresa de consultoria Ernest e Young que já estava estudando o termo.

O principal propósito da gestão do conhecimento é conectar todas as Fontes de geração com as necessidades de aplicação desse conhecimento. É muito importante que a transferência seja simples.

Ou seja, é fundamental que seja fácil transmitir conhecimento da mente de geradores para pessoas que vão utilizá-lo dentro das estratégias da empresa.

Para compreender melhor sua função, é importante saber que a gestão do conhecimento precisa cumprir alguns objetivos.

Dentro de uma empresa de rastreador via satélite para moto, um deles é capturar conhecimento, algo que pode ser feito por meio da criação de repositórios de informações estruturadas em documentos, artigos, manuais, memorandos, entre outros.

Eles precisam ser facilmente resgatados, de acordo com a demanda apresentada pela empresa. Outra função é melhorar o acesso ao conhecimento, algo que depende da facilitação do acesso e da transparência entre as pessoas.

Outro objetivo é aprimorar o ambiente organizacional, por meio de políticas de incentivo ao compartilhamento de conhecimento entre os envolvidos.

Por fim, é um processo que valoriza o conhecimento disponível e algumas organizações estão trabalhando com capital intelectual em seus balanços, ao passo que outras aproveitam seus ativos para gerar receita e reduzir custos.

É por meio da gestão do conhecimento que a companhia consegue gerar valor e aumentar sua competitividade no mercado.

Vantagens de adaptar gestão do conhecimento

Adaptar a gestão do conhecimento às necessidades da empresa traz muitas vantagens. Entre elas está o aumento da inteligência competitiva, e o monitoramento do mercado para encontrar tendências, análises estratégicas e conhecimento é importante para a empresa.

Se um hotel para cachorro desenvolve uma estratégia e é capaz de analisar riscos, está desenvolvendo sua inteligência competitiva. Ela é muito importante para gerar conhecimento e precisa ser considerada.

Outra vantagem é a educação corporativa, pois quanto mais informações, melhor. Mas assim como todos os outros recursos da empresa, as informações precisam ser bem organizadas e se adequar à cultura organizacional.

A educação corporativa é fundamental e ajuda muito nesse sentido e é assim que vai estruturar e educar os membros da corporação, alinhando as informações aos objetivos do negócio.

A partir do momento em que a companhia sabe quais são seus objetivos, também precisa buscar conhecimentos e habilidades para alcançá-los. Com base na gestão de competência, identifica quais são e consegue se desenvolver rapidamente.

Para fazer uma boa gestão de competência, é indispensável delegar responsabilidades para diferentes áreas e identificar treinamentos necessários para os colaboradores.

Mas para que isso funcione, um fabricante de ciclone para triturador precisa de um processo organizado e contínuo.

A gestão de capital intelectual é um processo que identifica e compartilha conhecimentos adquiridos e acumulados dentro da empresa, portanto, de cada membro da equipe.

Cada profissional tem uma maneira diferente de desenvolver conhecimento e pode acrescentar alguma coisa dentro da empresa. Por meio de uma boa gestão do conhecimento, fica mais fácil identificar os talentos e valorizar o capital intelectual.

Além disso, a gestão do conhecimento também melhora a gestão da informação, um processo que está relacionado à estrutura das informações importantes para o negócio.

A partir do momento em que é estruturada, auxilia na criação de processos e ajuda nas tomadas de decisões.

Dentro de uma empresa, o processo de aprendizagem precisa ser coletivo e ela vai usar a gestão do conhecimento se puder mostrar e desenvolver essa aprendizagem.

No caso de um fabricante de tensoativo detergente, o ambiente pode ser progressivo e voltado para melhorias, inovação, análise e pesquisa.

Quando todos precisam trabalhar em conjunto e agregar valor ao serviço, a gestão do conhecimento se torna muito mais satisfatória.

É possível identificar e corrigir erros que se transformam em possibilidades de melhoria e trazem conhecimentos para todos.

Tipos de gestão de conhecimento

Existem diferentes tipos de gestão de conhecimento que podem ser aplicados dentro das empresas. São eles:

Inteligência competitiva

A inteligência competitiva é o monitoramento contínuo do mercado, procurando tendências, análises estratégicas e conhecimento que possa agregar algo à empresa e valioso para sua competitividade.

Se um fabricante de bancada granito cozinha americana desenvolve uma estratégia e analisa riscos, está melhorando sua inteligência competitiva. Esse processo é muito importante para gerar conhecimento e precisa ser considerado.

Gestão de competência

Quando a empresa sabe quais são seus objetivos, procura conhecimentos e habilidades para que possa alcançá-los. Nesse processo, a gestão de competências ajuda a identificar quais são as que ajudam a desenvolver o negócio rapidamente.

Delegar responsabilidades para áreas diferentes e identificar treinamentos para os profissionais é uma forma de fazer gestão de competência, sendo este um processo organizado e contínuo.

Gestão da informação

Não é possível fazer gestão do conhecimento sem fazer gestão da informação, um processo que está diretamente relacionado à estruturação de informações importantes para a companhia

Depois de estruturada, ajuda a desenvolver processos e a tomar decisões importantes para o negócio.

Educação corporativa

Para um centro veterinário próximo de mim, quanto mais informação, melhor, mas elas precisam se adequar à cultura organizacional.

Por meio da educação corporativa, é possível estruturar e educar os profissionais para que estejam sempre alinhados às informações e objetivos da empresa.

Gestão de capital intelectual

A gestão de capital intelectual é um processo em que a corporação identifica e compartilha conhecimentos adquiridos e acumulados de cada integrante da equipe.

As pessoas desenvolvem conhecimentos de maneiras diferentes e todo mundo tem alguma coisa que pode acrescentar nos processos internos. Ao fazer a gestão de capital intelectual, é possível valorizar as particularidades de cada um.

Considerações finais

Uma empresa de cremação de ossada, assim como qualquer outra, precisa saber administrar o conhecimento interno para aprimorar seus processos e evoluir o negócio.

Por conta da internet e da tecnologia, o acesso à informação é cada vez mais fácil, mas tudo o que é obtido nas plataformas digitais precisa ser filtrado para que a companhia fique apenas com aquilo que realmente é útil para ela.

A gestão do conhecimento, além de fazer essa filtragem, também valoriza os profissionais e o que eles podem agregar no dia a dia com sua experiência e conhecimento.

Investir nesse processo faz toda a diferença para a competitividade do negócio e fortalece seu diferencial competitivo.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 × 2 =