Beleza e Saúde

Gengiva doendo: o que fazer?

Muitas pessoas preocupadas com a saúde bucal acabam focando apenas nos dentes e se esquecem de outras partes que podem ser atingidas, como é o caso da gengiva doendo.

Em casos mais evoluídos, além da sensibilidade na gengiva, é possível observar o sangramento gengival durante a escovação ou então, ao passar o fio dental. 

Diferente do que algumas pessoas dizem, este sangue após a higienização não é normal e precisa de uma avaliação de um dentista.

É por isso que quando se trata de saúde bucal, é necessário observar todas as partes da boca, não apenas as gengivas, mas também a língua, bochechas e até mesmo a garganta. 

Pois ao cuidar  de todos esses tecidos, as chances de desenvolver algumas doenças bucais são menores.

Confira abaixo tudo o que você precisa saber a razão das suas gengivas começarem a doer, e saiba como reconhecer os primeiros sinais e formas de evitar gengivite. 

Além disso, conheça os principais tratamentos que você pode realizar para esses problemas com a ajuda de um periodontista.

O que causa gengivas doloridas?

A dor na gengiva pode ser causada por diferentes problemas, mas estão geralmente relacionados.

A princípio, a primeira grande causa de sintomas associados a essa parte da boca está ligada à falta de higiene adequada.

Isso porque, embora muitas pessoas tenham consciência da importância de uma boa escovação e acompanhamento com um odontologista ou até mesmo, a ida a um dentista 24h

Portanto, muitos pacientes deixam de higienizar os dentes por não usarem ou subestimam o uso do fio dental.

Vale lembrar que esse objeto é tão importante para a limpeza bucal quanto a própria escova, pois trabalha para limpar a parte da gengiva que as cerdas não alcançam, já que o acúmulo de alimentos nessa área pode levar à gengivite.

A gengivite, por sua vez, pode eventualmente evoluir e levar a problemas como sensibilidade, que nada mais é do que gengivas doloridas, principalmente ao ingerir determinados alimentos.

Além da sensibilidade, alguns outros sintomas que podem aparecer nas gengivas causados ​​por esse problema são:

  • Gengivas inflamadas;
  • Sangramento nas gengivas;
  • Retração gengival;
  • Sensibilidade dentária por retração.

Por isso, é imprescindível buscar avaliação profissional de um especialista em gengiva retraída e solicitar tratamento assim que aparecerem os menores sinais desses sintomas, pois o desenvolvimento dessas doenças pode afetar outros tecidos, como os dentes.

Então, se você quer uma forma fácil ou até mais barata de fazer o tratamento, basta pesquisar no seu navegador como funciona o plano odontológico da empresa.

O que devo fazer quando minhas gengivas doem?

O primeiro passo é sempre encontrar um dentista profissional. Isso porque, somente um especialista poderá avaliar o seu caso e determinar o que pode ser específico para o seu problema, que é a principal causa das gengivas doloridas.

Além disso, apenas um profissional capacitado e dentista especialista em retração gengival pode orientá-lo para o tratamento mais adequado. 

Isso não só para melhorar os sintomas (neste caso, a dor), mas também para abordar a causa do problema e evitar outras complicações bucais que podem levar a graves consequências.

Vale lembrar que para fortalecer a saúde bucal, é preciso focar no acompanhamento rotineiro do dentista, o que significa uma consulta para avaliação a cada 6 meses.

O que fazer quando essas dores se tornarem severas?

É sempre importante buscar um tratamento precoce para evitar que problemas bucais se desenvolvam e assim, causem mais danos. 

Por isso, é importante saber que quando problemas como a gengivite atingem níveis avançados, os ossos da boca podem ser bastante afetados.

Em suma, as estruturas neurais também são afetadas pelo aumento da infiltração bacteriana no interior dos dentes. 

Neste ponto, a perda do dente torna-se comum e nesses casos, o melhor a se fazer é encontrar um especialista em implantodontia e optar por realizar a inserção da prótese dentária.

Assim, a mastigação e a estética do seu sorriso estarão garantidas e, o funcionamento da sua boca voltará a ser o melhor possível.

As consequências dessas exacerbações vão muito além dos danos estéticos, pois afetam a saúde do paciente e devem ser evitadas com o tratamento por meio de um plano odontológico. Os sintomas podem ser:

  • Dor oral;
  • Sensibilidade dentária e radicular;
  • Perda dentária;
  • Influência da mastigação devido à falta de dentes;
  • Problemas subsequentes, como dores de cabeça.

No geral, se você sentir algum desconforto na região bucal, procure ajuda imediata do seu dentista.Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

20 − dezoito =