Blog

Como identificar o plágio acadêmico?

O Google é um universo sem limites, afinal: “se não está no Google, não existe”, você encontra de tudo e um pouco mais, basta digitar o que deseja pesquisar e lá está milhares de opções para você acessar, isso inclui textos acadêmicos e não acadêmicos.


Essa disponibilidade toda de textos, acaba facilitando para que ocorra o plágio, pois as vezes a pessoa sucumbe à tentação de apenas copiar e colar ou o famoso “copia mas não faz igual”, mas plágio é crime, com sanções que incluem detenção de três meses a um ano e pagamento de multa.

Saber como identificar o plágio acadêmico, ajuda a evitar que ele ocorra, então segue abaixo o que é considerado plágio:

  • Quando você cita partes de um trabalho alheio, sem citar corretamente a fonte.
  • Alterar as ordens de algumas frases ou palavras, sem mencionar a fonte original
  • Se apropriar das ideias alheias sem referenciar corretamente
  • Apenas copiar e colar o texto sem citar a fonte

Ponto importante: embora mudar palavras do texto para evitar plágio, ainda assim pode ser considerado plágio, isso somente acontece caso você fizer num texto completo, ou caso fizer em pequenos trechos de um texto, porém sem citar a fonte. O ideal é sempre citar a fonte de onde está se baseando seu trabalho acadêmico, independente se estiver parafraseando ou não.

Mas como identificar se o trabalho apresentado é plágio?

Para identificar o plágio há ferramentas disponíveis na internet, algumas sendo pagas e outras gratuitas, abaixo citaremos algumas delas, citando as pagas e gratuitas para que você possa saber como identificar o plágio acadêmico.

  • AntiPlagiarist – ACPN Software:

De forma gratuita, esse software identifica de forma rápida e precisa os trechos de textos que foram copiados e colados. As partes suspeitas são informadas de forma clara, de fácil entendimento, apresentando os trechos suspeitos, a numeração da linha e até a coluna onde está a parte suspeita.

  • CheckForPlagiarism.net:

Essa já é uma ferramenta paga que exige cadastro, trabalha com as tecnologias mais avançadas, identificando e apontando a menor que seja tentativa de plágio, seja ela de forma inocente ou não.

  • CopySpider: 

Aqui temos um software brasileiro e gratuito que apresenta um bom desempenho na hora de testar os arquivos. Além de verificar o seu arquivo, ele também apresenta as possíveis cópias do arquivo que você está testando, pode ser configurado para trabalhar em inglês ou português.

Possui uma interface simples e intuitiva, e te dá a opção de escolher se deseja uma busca rápida ou mais detalhada. 

  • eTBLAST:  

Gratuito também, esse programa identifica e compara a proximidade de palavras iguais, trabalha com um método rápido nas buscas de literatura científica, é indicada para pesquisadores que buscam analisar se o tema escolhido para a pesquisa já foi publicado anteriormente, possibilitando agregar conhecimento e identificar colaboradores para o trabalho em questão.

  • Farejador de plágios:

Esse software oferece as duas versões: gratuita e paga, a diferença é que na versão gratuita apenas 50% o arquivo é analisado, enquanto na paga a análise é completa.

Mas isso não reduz em nada sua eficácia, já que esse rastreador analisa diversos sites através do upload do arquivo selecionado.

  • Plagium-Online:

Diferente das outras ferramentas citadas, esse site te informa de forma gratuita se o seu trabalho foi plagiado.

Enquanto as outras ferramentas analisam trabalhos feitos por outra pessoa, nesse site você pode enviar o seu trabalho e ele dirá se em algum momento ele foi plagiado por alguém. O resultado é instantâneo e vem até com uma linha do tempo informando o exato momento que ocorreu o plágio. Legal, né!

  • Viper:

Esse software aceita documentos no formato: DOC, RFT, HTML e TXT, é gratuito e após instalado, analisa os documentos baseado nas configurações que você determina, ele detecta o plágio nos documentos que estão salvos no seu computador e na internet.

  • Turn It In: 

Se você é professor acadêmico, essa ferramenta paga é perfeita para você, já que ela trabalha apenas com trabalhos escolares e acadêmicos, ela confronta os trabalhos apresentados com uma base de dados que possui 60 bilhões de páginas arquivadas, ou seja, vai ser meio difícil ela não detectar o plágio se houver. E ela é bem flexível pois pode ser utilizada no celular, tablet e computador, e possui versão em português. 

  • iThenticate:

Esta é uma mais uma ferramenta que analisa documentos arquivados em base de dados, com uma gama bem variada que ultrapassa 60 bilhões de artigos em diversos idiomas, incluindo o nosso, ele destaca partes do texto que possui similaridade com outros.
Vale ressaltar que sua interface não está em português, ele apenas possui os textos na nossa língua, mas sua versão é em inglês. Ele é pago.

  • Google:

Impossível esquecer o bom e velho amigo Google, que de forma gratuita te permite como identificar o plágio acadêmico, em inúmeros sites, variados idiomas e diversas plataformas, para isso é só você digitar uma frase do texto suspeito usando aspas duplas na parte da pesquisa e clicar em pesquisar, quando você coloca a frase entre as aspas duplas, você está permitindo que o Google busque as palavras digitadas exatamente na mesma ordem do texto original.

As ferramentas, sites e softwares citados acima são apenas alguns exemplos para você saber como identificar o plágio acadêmico de algum arquivo recebido, há muitas outras, mas essas certamente te ajudarão a confirmar ou não suas suspeitas.

E elas ajudam também aqueles desavisados que as vezes nem percebem que estão cometendo um crime no desespero de entregar o trabalho acadêmico ou qualquer outro texto em cima da hora, vamos confiar na inocência das pessoas, sabemos que nem todos são santos, mas também não podemos generalizar e transformar todos em vilões.

Enfim, santos ou não, o plágio está aí e precisa ser combatido e as opções citadas acima, te ajudarão a fazer isso.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

4 − 1 =