Blog

7 características da vida familiar que você não conhecia

Todo casal quer encontrar felicidade e prosperidade, criar uma família grande e amigável, criar filhos e dar um bom exemplo para eles. Existem várias características da vida familiar que devem ser consideradas ao construir relacionamentos.

Abaixo seguem algumas características e posteriormente mais detalhadas.

  1. Amor
  2. Desentendimentos
  3. Membros
  4. Empatia
  5. Planejamento
  6. Limites
  7. Porto Seguro

O amor é o trabalho de duas pessoas

Infelizmente, muitas pessoas preferem jogar um “jogo unilateral” e não entendem que os relacionamentos são obra de cada um dos parceiros. Está tudo bem para você trabalhar e sustentar sua família, realizar tarefas domésticas, organizar surpresas românticas para seu marido e, em troca, receber desatenção e ingratidão?

E se ele não vai trabalhar e não faz nada em casa, não cuida dos filhos e não presta atenção em você? Você não pode construir relacionamentos sozinho. Para uma união longa e feliz, ambos devem dar uma contribuição viável ao seu relacionamento: cuidar, amar, apreciar, respeitar, proteger, agradar um ao outro.

Desentendimentos são normais

Em toda família, uma briga doméstica pode acontecer, acontece com todos. Você não precisa pensar que algo está errado com você e procurar a razão em si mesmo, não deve se preocupar com a primeira briga e ter medo de que no futuro esteja em constante conflito.

Talvez seu cônjuge tenha tido um dia ruim no trabalho, ele foi rude ou frio por maldade

Nesses momentos, é melhor apoiar sua alma gêmea e tentar não levar tudo a sério. Se as brigas comuns se transformaram em uma crise prolongada nos relacionamentos familiares, você precisa lutar por seu futuro conjunto.

Encontre a causa de suas diferenças, discuta e pense em possíveis soluções para o problema, tentando chegar a um acordo.

Quando a fonte do conflito for eliminada, coloque seu relacionamento em primeiro lugar, preste atenção um no outro, tente sair em um encontro ou sair de férias juntos para relaxar moralmente e aproveitar o tempo gasto um com o outro.

Família somos nós

Muitas pessoas casadas há muitos anos não se imaginam separadas da família. Por exemplo, uma mulher se lembra da primeira infância, mas parece que seu marido e filhos sempre estiveram com ela. Quando a família se torna uma só, nosso bem-estar espiritual não está mais separado da vida de nossos entes queridos.

Preocupamo-nos quando o salário de um marido está atrasado no trabalho ou uma criança perdeu seu brinquedo favorito. Aquelas famílias que sentem o estado de um ente querido podem viver felizes, podem apoiá-lo em tempos difíceis ou se alegrar sinceramente com seus sucessos.

Algumas famílias cometem grandes erros, pensando que, se o relacionamento não está se desenvolvendo da maneira mais bem-sucedida, você tem que viver sob o mesmo teto, mas sua própria vida (passar a noite em casa em quartos diferentes ou sair de férias separadamente), cada dos parceiros encontra algo do seu agrado, renuncia ao trabalho ou dedica todo o seu tempo livre a passatempos. Geralmente tal convivência familiar termina em divórcio.

Você não pode reeducar sua alma gêmea

Tente ver o lado bom do seu cônjuge. Ele pode não ser perfeito na vida cotidiana, mas é um marido amoroso, um bom pai. É importante lembrar que é extremamente difícil refazer uma pessoa.

É necessário mudar não o cônjuge, mas a atitude em relação à situação, olhar de um ângulo diferente. Talvez você tenha uma família maravilhosa e as deficiências de seu parceiro sejam suas características que podem ser aceitas.

Planos conjuntos fortalecem o casamento

Seja um jantar romântico, uma viagem planejada ou uma caminhada nas montanhas, tente passar mais tempo com sua família. Encontre um hobby comum – pratique ioga, pintura, panificação ou ciclismo, pesca, tiro esportivo.

Você vai gostar de passar tempo juntos, novos hobbies e tópicos de conversa aparecerão, tudo isso unirá sua família. Há também um grande número de atividades adequadas para famílias com crianças, que contribuirão não só para a harmonização das relações dentro de um casal, mas também para o desenvolvimento global da criança.

Estabelecer limites familiares é muito importante

Você deve construir os limites de sua família desde o início. Para entes queridos, parentes e amigos. Este é um conjunto de regras tácitas que operam em seu relacionamento, onde terceiros são “sem entrada” e onde mesmo os mais próximos não devem interferir nos conselhos e gerenciar onde apenas dois decidem.

Família é o melhor refúgio

Muitas pessoas pensam que é necessário ir às montanhas e meditar por muito tempo para alcançar um alto desenvolvimento espiritual, no entanto, são os relacionamentos em um casal que contribuem para o desenvolvimento interno e proporcionam uma experiência inestimável para o crescimento pessoal.

Aposte nesses conselhos e evite compromissos judiciais. Procurar melhorar a família é mais altruísta do que ter que procurar um bom advogado para resolver assuntos familiares.

Tendo em mente todas essas características da vida de casado, você pode melhorar os relacionamentos dentro da família e fortalecer sua união.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

1 + dezoito =