Negócios e Política

7 dicas de como ser persuasivo de forma positiva com os seus clientes

Há muitas maneiras diferentes de ser persuasivo com os clientes. Uma das melhores maneiras é ser um defensor dos interesses e necessidades do público-alvo para certificar-se de que eles estejam sempre satisfeitos.

Para isso, é importante que os vendedores não tenham medo de fazer perguntas que explorem os problemas que a clientela está enfrentando que os levem a procurar por um médico veterinário oftalmologista, por exemplo.

Dessa forma, é fundamental que durante um atendimento os colaboradores saibam como os clientes estão se sentindo para apresentar a empresa como uma solução possível para a vida pessoal ou profissional.

Mas, antes disso, é essencial diferenciar a persuasão da manipulação. Isto porque a diferença entre estes dois termos determina o sucesso ou o fracasso das relações que a empresa faz com os clientes.

Diferença entre persuasão e manipulação

A persuasão é uma forma de influência intencional que visa encorajar uma pessoa a realizar uma ação ou a concordar com uma proposta que beneficie ambas as partes para instalar letras em alto relevo para fachadas, por exemplo.

Ela se baseia em fornecer uma série de argumentos destinados a mudar a atitude da pessoa em relação à ideia ou proposta. Em contraste, a manipulação é o uso de táticas abusivas ou enganosas a fim de controlar os pensamentos e ações de uma pessoa.

A persuasão e a manipulação são duas coisas diferentes. Persuasão é algo que as pessoas fazem de uma boa maneira, como alguém tenta convencer outra pessoa a fazer algo para o bem maior.

Já a manipulação é feita como uma forma de abuso para que alguém faça algo que não é necessariamente preciso ou bom para eles, como por exemplo, empurrar uma retificação de motor sem o veículo precisar, necessariamente, de uma.

Persuadir alguém é uma forma de comunicação que se baseia na lógica, na emoção e na razão. É uma forma positiva de mudar a opinião de alguém ou levá-lo a fazer algo, apresentando argumentos convincentes e provas.

A manipulação, por outro lado, é um ato de fazer com que as pessoas acreditem em algo ou mudem seu comportamento, usando táticas desonestas, imorais ou ilegais.

A importância de ser persuasivo de forma positiva

A persuasão é o processo de tentar convencer alguém a fazer algo. É primordial ser persuasivo de forma positiva e não ser insistente ou prepotente. Para isso, é crucial usar a diplomacia, usando a lógica ou os fatos.

Uma das qualidades mais importantes que um profissional pode ter em um ambiente de negócios é ser capaz de convencer colegas de trabalho a se unirem para realizar um trabalho em conjunto a montagem de estruturas para eventos, por exemplo.

Essa é uma característica muito importante para líderes, sendo a persuasão uma habilidade fundamental para o desenvolvimento da liderança.  

Essa é uma habilidade valiosa, pois pode poupar tempo, dinheiro e esforço. Há situações em que uma funcionará melhor que a outra, por isso é imprescindível escolher a correta em uma determinada situação.

Ser persuasivo é um traço importante a ter. O fato é que o mundo tem pessoas suficientes que são persuasivas de uma forma negativa. O mundo precisa de pessoas boas que sejam capazes de convencer os outros de uma maneira positiva.

É indispensável para o sucesso de qualquer negócio. O objetivo é conseguir que alguém queira um produto e queira usar os serviços porque o público realmente precisa deles para melhorar alguns aspectos da vida.  

Isso é importante porque, satisfazendo os desejos e sonhos da clientela, é muito provável que as pessoas voltem a comprar repetidamente, além de indicar o lugar para outros colegas e familiares.

Dicas de como ser persuasivo

Não deve ser nenhuma surpresa que a arte da persuasão seja uma das habilidades mais importantes a dominar, seja para vender disco para lavadora de piso ou fazer grandes negociações B2B.

Como tal, é necessário conhecer alguns truques e dicas para ajudar no caminho. O primeiro passo é entender o que impulsiona o comportamento humano.

Como todos sabem, as pessoas não são movidas pela lógica e pelos fatos. Elas são guiadas pelo que querem, como se sentem e no que acreditam.

Por exemplo, se uma pessoa quer que alguém faça algo por ela, a última coisa que se quer fazer é dizer-lhes que eles devem fazer isso. Em vez disso, deve-se enquadrar o pedido de uma forma que os faça sentir que querem fazê-lo.

Por mais estranho que possa parecer, essa é uma maneira muito mais poderosa de fazer com que as pessoas façam as coisas da forma como é planejado. Para isso, será de grande utilidade conhecer sete dicas a seguir:

  1. Saber escutar;
  2. Compreender as emoções;
  3. Definir um objetivo na conversa;
  4. Escolher a hora certa para falar;
  5. Escolher as palavras certas;
  6. Refutar os possíveis contra-argumentos;
  7. Encontrar um ponto comum ou consenso na conversa.

Há muitas maneiras de ser persuasivo, mas algumas das formas mais bem-sucedidas são mostrar ao público como a vida pode ser melhor se escolherem a opção certa ao contratar um aluguel empilhadeira elétrica, por exemplo.  

Mas, para que isso dê certo, o argumento precisa ser lógico e verdadeiro. Além disso, é importante relacionar os argumentos apresentados com possíveis valores compatíveis com o interlocutor.

Quais são as vantagens de ter persuasão?

A vantagem da persuasão é que ela permite que as pessoas se reúnam e criem mudanças. A persuasão é o processo de convencer as pessoas a adotarem uma ideia comum para um curso de ação.

A chave da persuasão é convencer as pessoas de que a ideia apresentada é o melhor curso de ação para o grupo que precisa fazer uma cortina de tecido para varanda, por exemplo.

Algumas pessoas podem ser mais receptivas do que outras, mas a persuasão é uma habilidade que pode ser aprendida e refinada com a prática.

Basicamente, a persuasão é um poder que permite a uma pessoa influenciar os outros. É frequentemente usada com a intenção de mudar a atitude ou o comportamento de uma pessoa.

A persuasão pode ocorrer em qualquer tipo de circunstância, seja no ambiente social, nos negócios ou no governo.

É um poder que pode ser usado para mudar a própria atitude e comportamento, ou para mudar atitudes e comportamentos de outros.

Ou seja, a persuasão é frequentemente empregada com a intenção de mudar as atitudes ou os comportamentos de uma pessoa. A persuasão pode ser usada em qualquer ambiente, social, empresarial ou governamental.

A persuasão pode ser usada para mudar as próprias atitudes e comportamentos, assim como para mudar atitudes e comportamentos de outros.

Há muitas vantagens em ter persuasão. Um exemplo é que ela pode lhe dar mais poder no mundo. Outro exemplo é que ela pode fazer com que uma personalidade se sinta mais confiante e seguro de si mesmo.

Considerações finais

Habilidades persuasivas são cruciais no mundo dos negócios. Um profissional que não for persuasivo, nunca será capaz de fechar um negócio para vender uma instalação de pergolado de madeira roliça, por exemplo.

As pessoas persuasivas também são mais bem recebidas no trabalho e prestam um melhor atendimento ao cliente. A habilidade de persuasão não consiste apenas em fazer com que as pessoas façam o que querem.

Trata-se de convencê-las através de um argumento lógico para chegar a um ponto de vista comum.

Habilidades persuasivas são especialmente importantes para aqueles que estão no atendimento ao cliente, porque o trabalho deles é fazer o cliente feliz e mantê-los voltando para mais.

A escrita empresarial persuasiva deve ser uma prioridade para qualquer funcionário. Por um lado, é uma necessidade no mundo dos negócios. A capacidade de convencer um leitor do seu ponto de vista é necessária em qualquer tipo de negócio.

Essa habilidade é também um componente vital da liderança e uma qualidade que todo gerente deve possuir. A escrita persuasiva entra em jogo em todas as facetas do mundo corporativo.

No departamento de marketing, a equipe de vendas, o atendimento ao cliente, a equipe executiva e assim por diante. Portanto, desenvolver a habilidade de persuasão é um pré-requisito para líderes e grandes profissionais.

Ser persuasivo nos negócios não é uma proeza fácil. É preciso muita paciência e muito trabalho. Porque, quando se é persuasivo nos negócios, quem persuade assume a responsabilidade de cumprir com o prometido de um bom plano.

Para ser persuasivo nos negócios, é crucial ser um bom ouvinte e ter boas habilidades de comunicação, além de compreender a pessoa ou pessoas que é estabelecida uma interlocução.

Para ter boas habilidades de comunicação, uma pessoa precisa ser capaz de articular os pensamentos e emoções de forma assertiva e eficaz, além de compreender perfeitamente o que os outros pensam ou sentem.Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

três × 3 =