Beleza e Saúde

Quais são as causas do tártaro e como prevenir

Você já ouviu falar em tártaro? Esse é um problema sério que pode levar até mesmo a necessidade de extração do dente. Entretanto, apesar de sua seriedade, não são todas as pessoas que conhecem esse mal.

Isso porque, às vezes, o tártaro começa justamente com uma cárie, que muitas vezes não é suficiente para que o paciente mude seus hábitos de higiene bucal ou faça visitas regulares ao dentista para evitar demais patologias.

Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre o tártaro, bem como as formas de evitar essa patologia e como tratá-la, para que o tratamento seja coberto por um convênio odontológico para mei.

O que é o tártaro e como identificá-lo?

Apesar de ser uma patologia bucal comum, nem todo mundo sabe o que é o tártaro. Pois bem, esse nada mais é do que uma placa bacteriana, desenvolvida devido a falta de higiene bucal que potencializa a proliferação de diversas bactérias nos dentes.

Com o passar do tempo, essas placas bacterianas formadas na dentição acabam calcificando, fazendo com que forme o tártaro, que tem como um das principais características o fato de que pode escurecer os dentes. 

Dessa forma, uma vez com tártaro, não é tão simples assim revitalizar o dente e deixá-lo saudável novamente, tanto que, muitos pacientes chegam a ter que extrair os dentes, procedimento que pode ser feito através de um plano dentário para mei, devido a perfuração das bactérias. 

Resumidamente, é possível identificar que está com tártaro, caso perceba manchas nos dentes que não saem nem com a limpeza cotidiana feita corretamente, exigindo a remoção em consultório ortodôntico.

Além disso, o tártaro também pode causar inchaço na gengiva, sangramento e dores de dente. 

Quais problemas bucais o tártaro pode desenvolver?

Além de sofrer com o tártaro em si, o paciente ainda pode acabar com outras patologias bucais que podem ser causadas devido ao tártaro, como por exemplo: 

  • Inflamações gengivais; 
  • Entupimento das artérias;
  • Gengivite;
  • Doença periodontal;
  • Perda de dentes.

Não podemos esquecer que o tártaro nada mais é do que a presença de placas bacterianas nas superfícies dos dentes que foram calcificadas. Essas bactérias, além do tártaro, podem causar cáries, gengivite, além de doenças periodontais. 

Caso identifique algum sintoma ou uma mancha em seus dentes que não quer sair e, até mesmo, perceba que seus dentes escureceram, é indicado que você procure o seu plano odontológico para mei e solicite uma consulta com um dentista especialista para uma avaliação. 

Como prevenir o surgimento de tártaro

Para prevenir o tártaro é necessário, em primeiro lugar, prezar por uma boa higiene bucal a longo prazo. Ou seja, é necessário criar hábitos de escovação que você precisará levar para o resto da vida. 

Isso significa que será necessário higienizar os dentes após todas as refeições, o que quer dizer que precisará escovar os dentes no mínimo três vezes ao dia. É importante tornar os dentes mais limpos após o contato direto com a comida. 

Além da escovação, é necessário fazer o uso de fio dental.

Apesar de eficiente, a escova não consegue limpar os restos de comida presos entre os dentes e a gengiva, fazendo com que essa limpeza seja possível somente através do fio dental. 

Dessa forma, ao não limpar a gengiva, você acaba propenso às ações das bactérias da mesma forma, que poderão causar o tártaro e doenças, como, por exemplo, a gengivite e outros problemas periodontais.

Todas esses problemas, apesar de ter seus respectivos tratamentos cobertos por plano odontológico pme, podem causar muitas dores e afetar sua qualidade de vida, caso não seja diagnosticado e tratado corretamente.

Junto ao cuidado com a higiene bucal, que quando bem feita pode prevenir cerca de 90% das doenças bucais existentes, é hora de fazer uma visita ao dentista. 

Torna-se crescentemente importante criar uma rotina de visitas ao dentista, uma vez que, através de avaliações semestrais é sempre possível realizar limpezas, que irão ajudar na sua higiene bucal, além de conseguir diagnosticar problemas nesta cavidade de forma precoce. 

Sendo assim, uma vez diagnosticado no começo, o tártaro, assim como outras patologias, podem ser tratadas mais facilmente e portanto evitar as consequências mais drásticas, como a extração de um dente por causa do tártaro. 

Procure agora mesmo por um plano odonto pme, agende sua consulta e faça uma avaliação no dentista.
Conteúdo desenvolvido pela equipe do Conviva Melhor, blog criado com o intuito de melhorar a saúde e o bem-estar por meio de conteúdos que reforçam a importância dos cuidados regulares.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

nove + 6 =