Negócios e Política

Como implementar uma gestão data-driven na sua empresa

Você com certeza já conhece ou ao menos já ouviu falar sobre o data driven, certo? Afinal, essa metodologia vem ganhando cada vez mais força dentro do mercado sendo considerado um dos grandes diferenciais competitivos na atualidade, auxiliando diversas áreas diferentes como quem trabalha com branding industrial

Para quem não conhece, o data-driven vai muito além de uma simples estratégia, ele é considerado uma gestão que compreende os dados como elemento principal para a tomada de todas as decisões dentro de uma empresa. Ou seja, é a partir do uso de dados e informações coletadas, que um negócio baseia a tomada de suas decisões, substituindo o achismo e a opinião pela precisão e assertividade dos dados. 

O data-driven é um aspecto cultural, que fornece diversos benefícios para uma empresa, através dele, é possível ter mais qualidade e precisão, assertividade, otimização de processos, capacidade de predição, redução de custos, vantagem competitiva e centenas de outros benefícios que só esse tipo de metodologia poderia fornecer. 

Agora que você já sabe e entende o motivo dessa gestão ser tão importante, separamos algumas dicas para você saber como implementar esse tipo de gestão dentro da sua empresa, pronto para conferir? Então vamos lá!

Tenha um objetivo bem definido

O primeiro passo para implementar o data-driven na sua empresa é ter um objetivo bem definido, por mais que a implementação de dados possa ajudar em todos os setores do seu negócio, é preciso ter em mente quais serão as metas e os objetivos que você deseja alcançar.

Você quer melhorar o atendimento com o cliente? Melhorar suas estratégias de marketing? Aumentar suas vendas? Otimizar processos? Lançar um novo produto? Mudar sua marca? Ingressar no mundo digital com uma plataforma de divulgação? Enfim, tenha em mente quais são os objetivos que você deseja com o uso do data-driven. 

Envolva todos os colaboradores

Como já citamos acima, o data-driven vai além de uma estratégia, ele é considerado uma cultura, então para que ele realmente seja efetivo, é preciso que todos os seus colaboradores estejam envolvidos com esse projeto. 

Mostre para eles passo a passo sobre a coleta, análise, tratamento e uso de dados, repasse seus objetivos e como devem executar o data-driven, é preciso que todos da empresa estejam conectados e com o mesmo pensamento para que o conceito funcione. 

Conte com as melhores ferramentas para o processamento de dados

Não tem como utilizar o data-driven sem os equipamentos certos para que ele seja implementado, então, busque por tecnologias e ferramentas para que você consiga coletar, tratar e analisar os dados. Invista recursos e procure pelas melhores opções disponíveis dentro do mercado. 

Procure por softwares confiáveis, com dashboards intuitivos e que ofereçam todo o embasamento para que seus colaboradores consigam manuseá-lo de forma efetiva. Não poupe investimentos, essa é uma das partes mais importantes do data-driven. 

Analise os dados com atenção e defina os KPIs

Depois de determinar as ferramentas utilizadas, comece a implementar a análise de dados com atenção e defina quais serão os KPIs  (Key Performance Indicators) utilizados, eles são cruciais para que você possa mensurar e saber quando suas estratégias estão ou não funcionando. 

Já a análise dos dados deve ser feita de forma minuciosa, afinal, de nada adianta coletar informações se você não souber como utilizá-las, procure sempre ter o controle sobre os dados e saiba exatamente onde eles podem ser úteis para sua campanha de marketing para indústria.

Transforme os dados em ações

Por fim, após coletar e analisar os dados e definir os indicadores utilizados, comece a transformar as informações que você adquiriu em ações. Como já citamos, apenas ter os dados salvos não adianta de nada, é preciso que eles sejam executados. 

Para isso, trace planos e estratégias concisas se baseando puramente nos dados que você obteve, veja onde eles podem ser aplicados e quais as ferramentas para que você consiga alcançar seu objetivo. 

O que achou do texto de hoje? Já está pronto para implementar o data-driven? Comente abaixo e não se esqueça de compartilhar com seus amigos caso tenha curtido o tema, até a próxima!
Esse artigo foi escrito por Iago Lourenço, criador de conteúdo do Soluções Industriais.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

18 − 8 =